Diversos (177)

A Comissão Municipal de Proteção Civil reuniu no passado dia 15 de outubro, no edifício da Câmara Municipal, tendo procedido à discussão do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Tábua. O mesmo obteve parecer favorável à proposta de revisão apresentada.

Fizeram ainda parte da Ordem de Trabalhos os pontos “Programa Aldeias Seguras, Pessoas Seguras”, onde foram dados esclarecimentos e informações acerca da sua implementação, e “DECIR – 2018 ANPC”, tendo sido apresentados os resultados referente à época de Combate aos Incêndios Florestais 2018.

A Comissão Municipal de Proteção Civil é composta por um representante da Câmara Municipal, dos Corpos de Bombeiros Voluntários de Tábua e Vila Nova de Oliveirinha, da GNR Tábua, da Segurança Social, da Autoridade de Saúde, do Delegado de Saúde, das Infraestruturas de Portugal, das Águas do Planalto, da EDP e das Juntas de Freguesia.

Decorreu no passado dia 15 de outubro, na Freguesia da Carapinha, uma Sessão de Informação para apresentação do Programa “Aldeias Seguras, Pessoas Seguras”, que irá ser implementado nesta freguesia.

A apresentação esteve a cargo de João Lucas, da Autoridade Nacional de Proteção Civil, e contou com a presença do Vereador da autarquia, António Oliveira, do Presidente da Junta de Freguesia da Carapinha, Rogério Neves, do 2º Comandante dos Bombeiros Voluntários de Tábua, João Correia.

Foram ainda designados os 2 oficiais de segurança da freguesia, figuras que têm como missão "transmitir avisos à população, organizar a evacuação do aglomerado, em caso de necessidade, e fazer ações de sensibilização junto da população".

O programa, destinado a todo o país, mas com foco nos 189 municípios com freguesias de risco no âmbito da defesa da floresta contra incêndios, tem como eixos estratégicos a gestão de combustível, o plano de evacuação de aldeias e uma campanha de sensibilização.

Decorreu a 9 de outubro, na Biblioteca Pública Municipal João Brandão, Sessão de esclarecimento "Portugal 2020 - Oportunidades para as Empresas em 2018", promovida pela ADI em parceria com a Câmara Municipal, com o objetivo de dar a conhecer as oportunidades do Quadro Comunitário “Portugal 2020”, para impulsionar projetos de investimentos e ideias de negócio.

Destinada a todos os empresários, ou potenciais investidores, nos setores da indústria, comércio e serviços/turismo, a sessão foi apresentada por Helena Santos, economista e consultora.

Os Territórios Criativos e o Turismo de Portugal foram os promotores do Tourism Up, um programa de aceleração de âmbito nacional desenhado para apoiar projetos de empreendedorismo nas áreas do turismo e promoção de produtos endógenos, ao qual o Município de Tábua se associou como parceiro nesta sua 2ª edição.

Assim, decorreu ontem, dia 11 de outubro, no edifício da autarquia, a Oficina de Empreendedorismo referente ao programa, na qual os inscritos dispuseram de três minutos para apresentação do seu projeto/ideia de negócio, perante um Júri constituído por três elementos (Dr. Ricardo Cruz, Vice Presidente da Câmara Municipal de Tábua, Dra. Susana Mendes do Gabinete de Apoio ao Empreendedor e Prof. Cláudia Carvalho da Escola Profissional Eptoliva), e que contou com 5 participantes: Casa do Povo de Espariz – Associação Humanitária e de Fomento Social, com o projeto Museu com Sabores, Ana Rita Simões Almeida Coimbra com o projeto Yellow Street Food, João Seco e Stéphane Losse com o projeto referente à sua área de negócio – Carpodromo, Lda., Bruno Filipe Gameiro Simões com a Cerveja Artesanal Tabuense TÁBOA e, por fim, a apresentação de António Pedro André Matos com o projeto Origem Safaris.

Após apresentação de todos os projetos, o Júri reuniu para deliberar o vencedor, adiantando e agradecendo antes de mais, os excelentes projetos que foram hoje apresentados em Tábua, cabendo então a passagem à fase seguinte a João Seco e Stéphane Losse com o projeto Carpodromo, Lda., que terão assim acesso direto ao programa de aceleração, que decorrerá entre 19 de novembro e 12 de Dezembro.

De referir que a partir do próximo mês de novembro os Territórios Criativos e o Turismo de Portugal voltarão a abrir inscrições on-line e, apesar de só um ter vencido, os restantes participantes poderão voltar a inscrever-se no programa.

O Município de Tábua agradece a todos os participantes/empreendedores que aceitaram este desafio.